Jodo

 
 


Jodo sendo praticado no Dojo EN em MG.

O Jodo é uma arte marcial japonesa que utiliza o bastão (jo). Com 400 anos de tradição, foi desenvolvida para defender e contra atacar a espada.

Conta uma lenda que o espadachim Muso Gonnosuke desafiou o grande espadachim Miyamoto Musashi. Nesse combate, ele foi derrotado por Musashi, que lhe poupou a vida. Desolado, Muso Gonnosuke retirou-se para as montanhas em meditação. À partir de uma visão recebida em sonhos, desenvolveu as técnicas do jo (bastão curto).

Devido à sua característica física (1,28 cm de comprimento e cerca de 2,6 cm de diâmetro), o jo permite um manuseio fácil e uma grande variação de movimentos contra os ataques da espada, podendo estocar como a lança, dar pancada como a espada e ser arremessado como uma foice, sem que, necessariamente, provoque a morte do adversário.

No começo do século XX, Shimizu Takaji-sensei mudou o nome de Jojutsu para Jodo, desenvolvendo os 12 kihon (movimentos básicos). Shimizu Takaji foi o fundador da Federação Internacional de Jodo (International Jodo Federation - IJF) foi um dos grandes responsáveis pela divulgação do Jodo fora do Japão

 



Sensei Tsuneo Nishioka

O Jodo hoje faz parte do treinamento da Polícia Metropolitana e do Corpo de Bombeiros do Japão.



   



Sensei Tsuneo Nishioka

Tsuneo Nishioka-sensei, o Mestre da Arte, recebeu este título direto de Shimizu Takaji. Nishioka-sensei deixou um legado enorme no estudo profundo da arte no mundo todo e particularmente no Japão, com muitos alunos em várias partes do globo. No Brasil, seu aluno direto é o professor Ichitami Shikanai.

Fonte:
Website Nakatani Dojo Belo Horizonte


 
 


Formas básicas para treinamento
(Clique aqui para baixar as formas básicas)

^ topo